O Bem e o Mal

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

| | |


Minha cunhada perguntou a meu irmão se ele conhecia a diferença entre “Mal” e “Mau”. Eis a resposta obtida:
“Mal é o antônimo de Bem e Mau é o antônimo de Bom”.
O bem e o mal são opostos, mas só o são por terem algo em comum. Ambos fazem parte de um mesmo Todo, que, sem qualquer um deles, perde o sentido, a força, e a significância.
A reflexão que farei a seguir é uma muito complexa, que pode ser mal interpretada, mais do que qualquer outra em todo o mundo, pois ela pode contrariar tudo o que pensamos a respeito de tudo, e nos fazer perder a fé. Para tanto, lembro-te que eu acredito em Deus, e sou uma pessoa que tem fé.
Só digo isso para que então não permita que minhas observações a respeito de Bem e Mal não interfiram no seu julgamento a respeito de filosofia de vida, ou doutrina, pois acredito no que vou dizer, e mais do que tudo, acredito em Deus.
O Yin e o yang são dois peixes, um claro e um escuro, que juntos formam um signo sem começo ou fim. Completo, complexo e perfeito. São opostos porque possuem algo em comum um com o outro. Reparem que o olho do branco é preto e o olho do preto é branco. Se fosse diferente, não haveria equilíbrio. Ambos possuem ao outro dentro de si, e separados, não carregam qualquer significado.
Assim acontece com tudo o que é oposto, e tudo o que é oposto funciona da mesma forma. Veja a energia elétrica: Você tem dois fios soltos, e precisa instalar uma tomada. Com um multímetro, você mede a energia e vê que, apesar de estarem separados, a energia percorre pelos fios. Mas se você tocar em um deles, nada vai lhe acontecer. Se tocar no outro, nada vai acontecer. Mas se você tocar nos dois ao mesmo tempo, você tomará um choque, você acenderá uma lâmpada, etc...
Chamamos esse fenômeno de corrente elétrica, e ela só faz essa mágica se você ligar os dois opostos, que recebem os nomes de negativo e positivo. Eu pergunto: qual a diferença entre os dois?
Respondo: São opostos. Opostos de uma mesma coisa. Por tanto, não é que um é bom e o outro é ruim. São opostos, e se qualquer um dos dois estiver sem o outro, não funcionará. Yin e Yang.
É preciso de um adversário para rebater a bola de tênis, ou de uma parede ou chão para que ela quique. Senão não há jogo. Sempre é necessário que haja um oposto para tudo, e enquanto o oposto que houver para tudo o que fizermos for interpretado como algo ruim, algo mau, ou pior, “mal”, viveremos perdidos no meio de um eco, com cérebros vazios.
Uma metáfora interessante a esse respeito está no filme The Matrix: Reloaded. Quando Neo se depara diante do arquiteto(que também é uma metáfora que vale a pena discutir futuramente), o arquiteto revela que a primeira versão da matrix fora programada para que a vida de todos os humanos fosse perfeita, e como ele próprio descrevera, uma obra de arte. Todos os humanos acabaram acordando em pouco tempo, e ele teve que reprogramar o sistema, para que a vida fosse caótica e conturbada, feito a vida que nós vivemos, e então funcionou(isto também é uma alusão há um texto do século dezoito a respeito de sociedades secretas, que valem a pena ser discutidos aqui futuramente).
Se a vida for fácil, não teremos que aprender a resolver os problemas. Por que na Grécia Antiga as pessoas não tinham celular? “Porque não existia” não é a resposta certa. A resposta certa é que na realidade, eles não precisavam. E todas a invenções surgiram sempre de alguma necessidade.
Porque os romanos inventaram o parto cesariano? Porque precisavam. Tudo o que temos hoje são invenções de no máximo até o século dezenove. Tudo o que veio depois foi evolução disso.
Sem as adversidades, sem o “mal”, não buscaríamos um futuro melhor, e a palavra “utopia” não existiria. Jesus Cristo, Buda, Maomé, Moisés, nenhum deles existiria. Na verdade, nem nós mesmos, pois não precisaríamos existir.
Em Harry Potter e a Pedra Filosofal, Voldemort, quando seduz Harry para lhe entregar a famosa pedra, diz o seguinte: “Não há nenhum bem e mal, somente o poder, e aqueles tão fracos para alcança-lo”. Basicamente, Lord Voldemort estava coberto de razão.
Ainda que Dumbledore tivesse mais razão que ele quando enunciava seus discursos sobre o poder do amor, o que Voldemort dissera é que não existe o peixe branco e o preto, mas os dois juntos, e aquelas pessoas que são fracas demais para compreendê-los, e manipulá-los.
Hitler fora um herói dentro de sua própria ideologia. Ele acreditou em um caminho para salvar a humanidade, e foi até o fim dentro deste propósito, assim como Lord Voldemort. Como o algoz de Harry Potter, Hitler acreditava na pureza de sangue, e quis libertar o mundo das raças impuras, ou apenas subjugá-las. Eis a verdade: se ele chegou tão longe, foi porque mereceu.
Infelizmente ninguém compreendeu a verdadeira lição deixada pela Segunda Guerra. Quantos de nós acreditaram ter descoberto uma forma ou uma idéia que pudesse mudar o mundo? Quantos de nós foi até o fim?
Enquanto formos covardes e abrirmos mãos de nossos sonhos, sempre haverão Hitlers que não se acovardarão diante dos obstáculos e irão insistir.
Eu me lembrei agora de algumas frases de Og Mandigo. “o fracasso pode estar em qualquer parte de meu caminho, mas a vitória pode estar depois da próxima curva. Só saberei se continuar”, ou “Porque não atirar minha lança em direção à lua e atingir meramente uma águia, ao invés de atirá-la na direção de uma águia e meramente atingir uma pedra?”.
Poderia ir mais além comparando isso tudo à gravidade que age entre os planetas, o sol e a galáxia, mas isso tomaria muito tempo para dizer o que já está dito: O bem e o mal não existem. São duas forças opostas que se separadas, nenhuma funciona.
Sobre os planetas eu vou guardar para falar sobre algo bem mais interessante.

Om Shanti!

Alex Pedro
Quarta-feira, 02 de setembro de 2009

1 comentários:

Juuh disse...

adorei esse post =D

Postar um comentário

About me

About Me


Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auctor, nisi elit consequat ipsum, nec sagittis sem nibh id elit. Duis sed odio sit amet nibh vulputate.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Navigation-Menus (Do Not Edit Here!)

My Instagram