Vazio, preto, branco, e sem música.

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

| | | 4 comentários

O mundo é um lugar tão feio.

Nunca senti tanta vontade de deixa-lo.

As pessoas se vendem por tão pouco, e se admiram com o que lhe parece muito, quando nada mais é do que a sobra de alguém.

Não estou à venda. Mas já não sei mais se isso é bom ou ruim. Só sei que é difícil.

Eu não posso escolher. Tenho que me submeter a ser uma presa. Então não quero.

Eu acho que muitas pessoas me amam. Mas como saber. É difícil. O quanto a gente importa?

Não quero viver pelo dinheiro. Ou para o dinheiro. Eu quero ser livre. Mas como isso é possível?

Eu tenho medo do futuro. Nunca tive, até hoje, mas parece que tudo mudou.

Então não posso ser feliz. É o que a vida me mostra. Não é relevante o que eu sou ou faço, mas o que eu posso ter se me sujeitar a viver como o mundo me propõe.

O que será que a vida quer me dizer com isso?

Ela quer que eu acredite nisso, ou quer que eu entenda alguma outra coisa? Se for para entender outra coisa, o que seria? Que não posso desistir?

Indiferente. Nunca desisti até hoje. Tenho 23 anos. Eu sei o que eu quero para o meu futuro, e sei o que eu sinto para o meu futuro. E dispor da minha integri9dade nunca foi uma meta. Não será apartir de hoje também. Então como eu prosseguirei?

Enjoei do mundo, da vida, e até das pessoas. Não pretendo tomar nenhuma atitude radical. Mas tenho que admitir pra mim mesmo que o mundo agora é preto e branco. Preto, branco e sem música.

Se alguém ler isso, Feliz Natal.

Alex Pedro
Quarta-feita, 23 de dezembro de 2009. 19:27

About me

About Me


Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auctor, nisi elit consequat ipsum, nec sagittis sem nibh id elit. Duis sed odio sit amet nibh vulputate.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Navigation-Menus (Do Not Edit Here!)

My Instagram