No fim da estrada há um penhasco!

quarta-feira, 30 de março de 2011

| | | 3 comentários

No fim da estrada há um penhasco!
Sei do penhasco, não o temo.
Mas até este penhasco, Ah, meu Deus,
Quantas maravilhas.

Ontem passei por esta mesma estrada,
Que lindeza de se ver,
Dois filhos que derrubavam o pai no chão.
Os três que riam.
Que riso! Ah, era lindo.
Ficou lá atrás.

E chovera na estrada.
Caí, me machuquei.
Chorei de dor, tamanha que era.
Gritei!, minha mãe correu até mim.
Me beijou.
Ela está la atrás. Na estrada.

Hoje, meu amor deixou a estrada.
Ai, que esta estrada não lhe mostrara as belezas que me exibe.
Ou não. Quem sabe seus olhos foram cegados pela vida.
Esta flor que vem. Ela vem.
Que linda, ficou para trás.
Não vou esquecê-la.

No fim da estrada há um penhasco, vejo-o!
Posso desviar. Mas o que me faria de mal?
Fora este o meu caminho. Ah, eu sempre soube.
Posso ver, há uma cachoeira de águas brilhantes.
No fundo está minha mãe. E meu amor.
Olhe só, os tantos que me haviam fugido a memória.

No fim da estrada há um penhasco.
Bendito penhasco. Prêmio de minha vida.
Meus pés marcaram o caminho por onde andei:
Saberão me encontrar!
Pois que no fim de tudo há o penhasco:
Sigo aqui.

About me

About Me


Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auctor, nisi elit consequat ipsum, nec sagittis sem nibh id elit. Duis sed odio sit amet nibh vulputate.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Navigation-Menus (Do Not Edit Here!)

My Instagram