O MENINO QUE NÃO PODIA MORRER

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

| | |

          DEVO COMEÇAR COM UM PEDIDO DE DESCULPAS A QUEM ACESSA O BLOG CONSTANTEMENTE, MAS O ATRASO NADA MAIS É QUE UM SINAL DE QUE APESAR DE FALTAR COM A PONTUALIDADE, TENHO COMPROMETIMENTO.

          O MENINO QUE NÃO PODIA MORRER ERA PARA SER UM CONTO. SEMPRE FOI ESTA A IDÉIA, MAS ELE CRESCEU COMO UMA ÁRVORE, E TOMOU AS DIREÇÕES QUE QUIS, E OS PERSONAGENS SE TORNARAM QUEM DEVERIAM SER, E ISSO, CLARO, SIGNIFICA QUE ALGUNS FORAM ALÉM DE MEUS PLANOS, OUTROS SIMPLESMENTE NASCERAM NO MEIO DO PROCESSO E HOJE SÃO GRANDES DENTRO DO UNIVERSO DENTRO DA MINHA IMAGINAÇÃO.

          O MENINO QUE NÃO PODIA MORRER ACABA NO CAPÍTULO 33, E ISSO EU DESCOBRI NO DIA EM QUE CHEGUEI NO CAPÍTULO 13 E VI QUE AQUILO ERA APENAS O FIM DO PRIMEIRO ATO.

          NÃO É FÁCIL SE DESPEDIR DE PERSONAGENS NOS QUAIS PENSEI COM TANTA OBSESSÃO, NO ENTANTO, NÃO É UMA CARÊNCIA CRIATIVA QUE ME IMPEDIU DE ATUALIZAR O BLOG, MAS A IDÉIA DE QUE O CONTO SEM QUERER VIROU UM ROMANCE. ROMANCES SÃO REVISADOS ANTES DE SER PUBLICADOS, MAS TUDO O QUE FOI LIDO AQUI NESTE BLOG SEMPRE FOI ESCRITO INSTANTES ANTES DE SER PUBLICADO.

          SEMPRE GOSTEI DE OBEDECER MEUS INSTINTOS E NÃO ME APEGAR A REGRAS E FÓRMULAS. MAS NÃO DEVE SER ASSIM COM O FINAL. NÃO QUE PRETENDA DESOBEDECER MINHA INTUIÇÃO, MAS PRECISO DE DAR MAIS CARINHO A ESTA PARTE.

          FALTAM APENAS DOIS CAPÍTULOS, E BASICAMENTE, NÃO RESTAM TANTAS EXPLICAÇÕES, É APENAS O CLÍMAX E A CONCLUSÃO, QUE PODEM OU NÃO SER EMOCIONAIS, TENSOS, OU PREVISÍVEIS. SER PREVISÍVEL É UMA COISA QUE NÃO ME AGRADA. :D

          NESTE FINAL DE SEMANA EU PUBLICAREI O CAPÍTULO 32 E, CLARO COMO CRISTAL, O FINAL SERÁ EMINENTE.

SEM MAIS,

ALEX PEDRO

2 comentários:

Adilson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Adilson disse...

Tão quanto o autor, descobri que o leitor acaba passando por um processo semelhante. Passamos por essa mesma ansiedade e, como citei em outro post, a cada capítulo que passava o fim era eminente e isso não parecia ser "bom", pensar que os encontros semanais com Dª Lira, Tia Ruth, Gilmar, Hortência, o Padre entre outros vai ter um fim, hummmm. Estranhei a ausência do Autor, que até aqui conduziu com maestria o conto mutante (uma vez que virou romance), mas fico feliz por saber que a luz será dada. Qualquer que seja o final, será bem-vindo. Só tenho a agradecer pelos bons momentos de leitura. Obrigado Alex.

Postar um comentário