DRAMATURGIA: A vida e obra de Elenilce Bataglia

domingo, 17 de março de 2013

| | |

Elenilce: A gente tem tantas lembranças, mas quando alguém pede pra contarmos nossa história, a gente costuma não saber por onde começar. Eu sei muito bem por onde começar a minha.
Entram o Pai e o Jardineiro
Pai: Filhinha, ta na hora de eu te arrumar um marido.
Elenilce: Para?
Pai: Ué, para ter uma família.
Elenilce: Tenho vocês.
Pai: Filhos...
Elenilce: Tenho sete sobrinhos, e sou madrinha de quatro.
Pai: Bom, precisa garantir seu sustento...
Elenilce: Ah, papai. O senhor é o terceiro homem mais rico do Brasil.
Pai: Hum... Sexo?
Silêncio.
Jardineiro: Dona Elenilce, eu preciso cuidar do jardim. Já não é mais o mesmo desde que a senhora voltou pra esta casa.
Elenilce: Ah, só uma vezinha.
Jardineiro: (gemendo) Ah, como você é gostosa...
Pai: Então, o que me diz, filhinha? Vai querer continuar a titia-solteirona-virgem por quanto tempo?
Silêncio. Ela e o Jardineiro riem.

Elenilce: Prometo que vou pensar com carinho, papai.
Entra a Mãe.
Pai: Falei com ela, ficou assustada quando perguntei se queria continuar uma solteirona virgem.
Mãe: Meu Deus, ele realmente pensa que ela é virgem. E ela, querido, o que nossa filha decidiu?
Pai: Vai pensar com carinho...
Elenilce: Com mais força... Puxa o meu cabelo, bate na minha bunda... na minha cara... Bate! Droga, porque você não me bate?
Jardineiro: Não consigo bater em mulher, dona Elenilce.
Elenilce: Tá, cala a boca e continua metendo.
O Jardineiro sai.
Mãe: Filha, você fica dando pro jardineiro, se seu pai descobrir, demite o rapaz.
Elenilce: A senhora diz isso porque não sabe o que ele tem entre as pernas.
Mãe: Você é que pensa...
Elenilce: O que disse?
Mãe: “Se é o que pensa”. Ora, Elenilce, tome vergonha na sua cara. Seu pai não tem que pagar por seus sapatos ou... suas carreirinhas. Ta na hora de arrumar um marido. 
Elenilce: Sempre tive medo de casar. Se você namora, não gosta do pau do cara, ou ele tem pouco dinheiro, você termina e arruma outro, mas casamento...
Pai: Fi-lho-ta! Te arrumei um marido.
Elenilce: Meu Deus...
Pai: Um rapaz bonito. Até um pouco atlético.
Elenilce: Interessante...
Pai: Muito rico. Estuda pra ser um diplomata, Ninguém acredita que virá a sê-lo algum dia, mas quem liga?, herdou cinco fazendas, e ganha uns cinco milhões por mês com elas. E a família quer vê-lo casado!
Mãe: É gay.
Pai: Bons modos, gentil.
Mãe: A família dele inteira sabe que ele deu pro filho mais velho dos Martinez e Alvarenga, mas como ele não é lá de muita personalidade, ta com medo de decepcionar a família, que faz de conta que não sabe que ele é veado.
Elenilce: Que merda...
Pai: Então?
Silêncio.
Elenilce: Ora, papai, preciso conhecê-lo, sem compromisso, pra ver se tem química.
Entra o Junior, o noivo.

(CONTINUA)

3 comentários:

Adilson disse...

Digo-lhe pois, que Elenice é uma menina muito saliente... deve ter puxado à mãe. Tem pai que é cego... e marido também! kkkk

Alex Pedro disse...

Elenilce é uma moça de familia. Ela vai participar do mulheres ricas! :D

Adilson disse...

Aí sim...

Ela é rica!

Postar um comentário

About me

About Me


Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auctor, nisi elit consequat ipsum, nec sagittis sem nibh id elit. Duis sed odio sit amet nibh vulputate.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Navigation-Menus (Do Not Edit Here!)

My Instagram