O discurso

sábado, 6 de julho de 2013

| | |
- Tic tac,  - disse o relógio. Era aquela a sua língua desde que surgira no mundo. -  Tic-tac, tic-tac, tic-tac.
Entendera o rapaz que, apesar de sua língua extremamente primitiva, o relógio carregava intensões e expressões em seu discurso.
“Tic-tac-tic-tac-tic-tac.”
Estas dezoito letras, devidamente traduzidas por sua mente hábil diziam.
“Cuidado com os exageros. A ansiedade te faz cometer erros, mas, tic-tac, tic-tac, o tempo está passando, e você tem que correr atrás do que você deseja”

0 comentários:

Postar um comentário

About me

About Me


Aenean sollicitudin, lorem quis bibendum auctor, nisi elit consequat ipsum, nec sagittis sem nibh id elit. Duis sed odio sit amet nibh vulputate.

Popular Posts

Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

Navigation-Menus (Do Not Edit Here!)

My Instagram