Poesias

| | |
Segue abaixo um indice para os meus desabafos e introspecções.


Sobre amor, esperança e o cupido... 

Dureza é: a flechada, ainda que doa, / traz uma esperança quase libertadora. /Mas dói porque, sabe ele, o coração, / que a esperança é a ultima que morre.
Morre antes dela a lógica, / Morre antes dela o bom senso, / e antes de ambos, às vezes, /morre até o amor próprio.






                                                         "(...)Fico sempre na vontade.
Ás vezes penso que é vaidade.(...)
(...)Eu quero ser feliz, e nisso ponho toda a minha vontade.
Quero alegria, quero prazer. Quero o amor da minha metade.(...)"


 

  "Pessoas estranhas usam avatares.
(...)Pessoas estranhas são assim! Elas são como você sempre quis.
Pessoas estranhas nos confundem. Podem ser estranhas para o mundo e perfeitas pra você(...)



Uns nascem, outros morrem,
(...) Que diferença isto faz para o Tempo?
(...) vivi tanta coisa, mas e se não houver testemunhas?
Se eu próprio esquecer de algo?
Terei eu vivido aquilo que se consome pelo esquecimento?
Não seria o esquecimento a incontestável prova de que não há passado nem futuro?


No fim da estrada há um penhasco!
(...) Sei do penhasco, não o temo.
(...)
Hoje, meu amor deixou a estrada.
Ai, que esta estrada não lhe mostrara as belezas que me exibe.
Ou não. Quem sabe seus olhos foram cegados pela vida.



 
Penso que o mundo é um lugar estranho.
Eu que sempre achei que estava certo
Acabo vendo que nunca estive errado,
Acabo vendo que também estavam certos
Aqueles que me diziam ser errado
.

 Vazio, preto, branco e sem música.
(...)Eu acho que muitas pessoas me amam. Mas como saber. É difícil. O quanto a gente importa?
Não quero viver pelo dinheiro. Ou para o dinheiro. Eu quero ser livre. Mas como isso é possível?

Eu tenho medo do futuro. Nunca tive, até hoje, mas parece que tudo mudou.

(...)O que será que a vida quer me dizer com isso?
Ela quer que eu acredite nisso, ou quer que eu entenda alguma outra coisa? Se for para entender outra coisa, o que seria? Que não posso desistir?